TIREOIDITE CRÔNICA FIBROSA

A tireoidite de Riedel (TR) é uma doença inflamatória crônica caracterizada por fibrose densa e invasiva da tireóide. A prevalência é maior no sexo feminino, sendo a relação para o sexo masculino de 4:1, com freqüência maior os 30 e 50 anos. Pelo menos uma das seguintes lesões podem estar associadas: fibrose retroperitoneal e mediastinal, colangite esclerosante, pseudo-tumor orbitário e envolvimento de parótidas. ,A etiologia não está completamente esclarecida, mas aventa-se a hipótese da atuação de fatores parácrinos agindo como estimuladores do processo fibrogênico. Um mecanismo auto-imune é sugerido devido à presença de anticorpos positivos, em 40 a 70% dos casos, da resposta terapêutica aos glicocorticóides e à presença de infiltrado mononuclear.
A história típica é de um paciente que apresenta aumento recente de bócio pré-existente, geralmente indolor e de consistência pétrea à palpação. Como o processo acomete não só a tireóide, mas também o tecido circundante, podem ocorrer sintomas de compressão local, como estridor, rouquidão, dispnéia e disfagia. Bradicardia e síncope ocorrem quando há compressão ou invasão do nervo vago.
A maior parte dos pacientes permanece eutireoidiana, mas 25 a 32% podem tornar-se hipotireóideos com a progressão da doença. O hipoparatireoidismo é raro e pode ocorrer devido à infiltração fibrótica das paratireóides e/ou por comprometimento vascular, com isquemia local.
Quando não tratada, em geral, ocorre piora lenta e progressiva e os sintomas de compressão podem tornar-se tão graves que levam à dificuldade respiratória e morte por sufocamento. Em alguns casos o diagnóstico diferencial deve ser feito com outras tireoidites, e neoplasias malignas tireoidianas, como linfoma, carcinoma anaplásico ou sarcoma.Dabelic N, et al. Riedel’s thyroiditis treated with tamoxifen. Croat Med J, 2003, 44:239-41.
Iwakura MS, Fontes R. Uso do tamoxifeno no tratamento da tireoidite de Riedel: relato de um caso. Arq Brás Endocrinol Metab, 2004, 48 (6): 903-8.


Referência(s) na Internet
http://labtestsonline.org/
http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/healthtopics.html

Exames:
ANATOMO PATOLOGICO COM COLORACAO GIEMSA
ANATOMO PATOLOGICO DE PEÇA CIRURGICA COMPLEXA
ANATOMO PATOLOGICO DE PEÇA PEQUENA ATÉ 10CM
ANATOMO PATOLÓGICO PEÇA CIRURGICA GRANDE E COMPLEXA
ANATOMO PATOLOGICO PEÇA CIRURGICA PEQUENA ATÉ 15CM
ANATOMO PATOLOGICO POR ORGÃOS
ANATOMO PATOLOGICO SIMPLES


Matriz – Rua Pinheiro Machado, 2400 • Fone: (55) 3221.6527 • (55) 3026.3628 • contato@labpasteursm.com.br
Filial 1 – Avenida Presidente Vargas, 2355. • Policlínica Provedor Wilson Aita • Sala 107 • Térreo • Fone: (55) 3317.0280
Filial 2 – Avenida 24 de Janeiro, 568 • São Martinho da Serra • Fone: (55) 3277. 1122